Menu Close

Transtorno de ansiedade de separação: O que fazer?

‘’O transtorno de ansiedade de separação envolve ansiedade persistente e intensa sobre se estar longe de casa ou separado de pessoas com as quais a criança tem apego, em geral a mãe’’.

Mais comum do que se imagina, o transtorno de separação acontece com quase todas as crianças, principalmente com as menores. A criança chora pela insegurança de achar que a pessoa a qual ela tem um grande apego não irá retornar. A ansiedade normalmente cessa à medida que as crianças aprendem que a pessoa retornará. No transtorno de ansiedade de separação, a ansiedade é muito mais intensa e vai além do que se espera de uma criança com a idade e o nível de desenvolvimento em questão. 

Sintomas

  • A criança sente muita angústia quando o afastamento das pessoas que ela tem afeto acontece.
  • Frequentemente acontecem cenas dramáticas durante a despedida.
  • Despedir-se é doloroso.
  • Pais também podem sofrer com a situação, o que torna o processo ainda mais difícil.
  • A ansiedade ocorre dentro de casa também, quando a criança dorme sozinha no quarto e, sente a necessidade de que alguém fique com ela.

Diagnóstico

O médico diagnostica o transtorno de ansiedade de separação tomando por base uma descrição do comportamento anterior da criança e, ocasionalmente, na observação de cenas de despedida. O transtorno é diagnosticado somente se os sintomas durarem pelo menos um mês e causarem angústia significativa ou prejudicarem significativamente o desempenho.

Tratamento

É feito através da terapia comportamental, que tem como princípio ensinar pais e cuidadores a como reagir diante da situação de forma correta e, tornar a despedida curta.

Capacitar as crianças a retornar à escola é um objetivo imediato. Isso exige que os médicos, os pais e os funcionários da escola trabalhem como uma equipe. Ajudar as crianças a formar um laço com um dos adultos da pré-escola ou escola pode ajudar.

O sofrimento da criança tende a piorar após feriados e férias na escola, já o tempo junto aos pais se torna maior. Os pais são aconselhados a planejar separações regulares.

Além do tratamento, o que fazer em casa para amenizar a ansiedade?

  1. Para os bebês, brincadeiras são interessantes. O esconde-esconde é uma boa maneira de ensinar que existe a separação, mas o retorno acontece em seguida.
  2. Diga ao seu filho onde vai, explique o motivo de sair e uma base de horário que irá voltar. Lembre-se, explique que imprevisto acontecem, caso não dê tempo de chegar no horário programado.
  3. É importante não deixar os compromissos de lado para evitar a separação dolorosa, isso só reforçará o comportamento da criança.
  4. Na hora de se despedir, seja o mais natural possível.

Essa fase vai passar?

Segundo especialistas, sim. Conforme a criança foi crescendo e amadurecendo, ela irá entender melhor essas partidas, e o sofrimento não será mais um problema.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *